23Out
2014
Comments
editar_arr_chao_2_1

A importância da folhagem

O verde é o árbitro do espectro de cores no que se refere a plantas, porque é a cor da folhagem. Parece viver sempre alegremente com qualquer das outras cores. Na realidade, fortalece e vitaliza outras cores, em particular as que possuem tons fortes, tais como vermelho, azul-vivo e amarelo. Os verdes da folhagem são tremendamente importantes nos arranjos. Dão vida às cores das flores que com eles compõem o arranjo. Existem muitas tonalidades diferentes por onde escolher: os verde-dourados de eleagnus, euónimo, alfenheiro e griselinia; os verdes ricos e vivos da faia, carvalho, folhas de feto, folhas de palmeira, pitósporo, camélias e rododendros; as folhas verde-prateadas do alecrim, do senecio Suttshine, da alfazema, do abrótano e da artemísia, e os verde escuros e fortes de teixo, buxo e azevinho. O feitio das folhas varia bastante, desde as finas agulhas de pinheiro ao complicado rendilhado das folhas de feto e desde as folhas de dedos grandes de figueira às folhas plúmeas de tramazeira. Todas contribuem para um arranjo feliz. Na verdade, um arranjo habilidoso caracterizado apenas por folhagem pode ter um aspecto verdadeiramente esplêndido. Procure utilizar muitos verdes, em especial a folhagem das flores do arranjo. É preferível limitar as flores do que a folhagem, dado que esta fornece um aspecto mais natural a qualquer arranjo. Faz sobressair as formas e as cores das flores com que está misturada, tal como no campo ou no jardim, onde o verde é sempre a cor predominante, mesmo no Inverno.

Comentários

comentários




Saltar para a barra de ferramentas