20Ago
2015
Comments
IMG 8747 - A história das flores secas

A história das flores secas

Embora a impermanência das flores frescas constitua uma qualidade preciosa, é estimulante saber que o prazer que nos trazem se pode prolongar. Quase todas as plantas podem secar-se ou conservar-se. Quando secas, certas flores e folhas conservam o perfume, que tem sido utilizado desde há séculos, tanto para adornar como para perfumar as casas. No século XVII, contava-se com bouquets de plantas aromáticas e perfumadas, geralmente secas, para afastar pragas. No século XIX, a imaginação dos vitorianos foi captada pelos grandes caçadores de plantas. Em casa, os entusiastas faziam magníficas colecções de flores e folhas prensadas e arranjos de flores, ervas e juncos secos. Nessa altura, o interesse por flores secas diminuiu pouco a pouco, até que, no início dos anos de 1970, a selecção disponível nas lojas se limitava a algumas ervas apenas, limónios e malmequeres-de-palha, em geral tingidas de cores violentas.

Comentários

comentários