As flores podem resplandecer nos momentos de alegria, tranquilizar nos de serenidade e reconfortar nos de tristeza. 

 



Ao longo do ano, dispomos de uma enorme riqueza de plantas. No final do Inverno, surge aquele momento mágico em que aparecem os primeiros açafrões e narcisos. Num ápice, os campos e as sebes ganham vida graças às flores e folhagens, com uma predominância do amarelo.

No Verão, a gama de cores altera-se, com muitas flores cor-de-rosa, vermelhas e azuis e, aqui e ali, manchas amarelas.

O Outono espalha cores mais harmoniosas: a cor de ferrugem, os vermelhos, o âmbar, os dourados e os laranjas dominam os canteiros, embora ainda existam espalhados alguns rosas-pálidos, cremes e brancos.

No Inverno existem menos flores e temos de contar mais com os verdes-escuros das folhagens sempre-verdes e os vermelhos dos azevinhos.

As flores secas possuem um estilo natural e informal muito próprio, e por mais formal que seja a forma que cria o arranjo acabado terá sempre um toque de informalidade, dado que o estilo natural das flores influencia bastante o estilo do arranjo.

Costuma ser boa ideia fazer sobressair a natureza informal das flores secas, e alguns dos mais bem sucedidos arranjos de flores secas são os que possuem a informalidade de um jardim de Verão.

Os recipientes de aspecto rústico ligam bem com tais arranjos precisamente porque reflectem o estilo das próprias plantas. Os cestos de todos os tipos, as fruteiras ou caixas de madeira, as tigelas de terracota ou barro vidrado e as cerâmicas com desenhos e acabamentos menos sofisticados servem todos para arranjos de flores secas de aspecto natural.

Existe uma vasta gama de equipamentos para ornamentadora de flores profissional, mas muitos deles só se utilizam em casos muito específicos. . Os artigos essenciais são a tesoura florista, uma faca de aço resistente e espuma de borracha. Os outros são úteis com frequência e podem ser adquiridos em muitas casas de flores ou armazéns.

 

 As últimas Plantas

Saltar para a barra de ferramentas